quinta-feira, 31 de março de 2011

pergunto

as pessoas na blogosfera não morrem?

isto é muito a sério

dei oito voltas à mesa da sala, a correr. e depois bebi um corpos danone. o Zé acha que sou alta desportista, já na meta deu-me dois beijos na boca e mandou-me ir fazer torradas. eu fui. apetecia-me.

juro

quando me ligaste aguentei as lágrimas porque não podes perceber, não podes saber, o quanto dói dizer-te que tenho pena que não seja desta.

Cândido de Voltaire

este senhor tem graça naquilo que escreve. gostei muito do livro. sim senhor, Voltaire, és porreiro. e primo do Saramago, não?

juro

se há coisa que não gosto que digas é, "não tem lógica o que estás a dizer". parece-me tão bem antes de me fazeres ver que não tem lógica realmente.

juro

se há coisa que não gosto que digas é, "não tem lógica o que estás a dizer". parece-me tão bem antes de me fazeres ver que não tem lógica realmente.

juro

se há coisa que não gosto que digas é, "não tem lógica o que estás a dizer". parece-me tão bem antes de me fazeres ver que não tem lógica realmente.

tal e qual

não acho piada ao teu passado por isso é que não te conto o meu.

Cândido

"- Que é optimismo?...-É a mania de sustentar que tudo está bem quando tudo está mal."

Cândido

quero ir para eldorado.

quarta-feira, 30 de março de 2011

amanhã a ver se não me esqueço

vai dormir vai. vou.

são palavras

de repente, perdi o medo de enfrentar a tua partida. o principal motivo és tu, que insistes em dizer que vais ficar. acredito mas não na totalidade. porque um dia, todos nós partimos. já ninguém tem paciência para ninguém. dói mas se tu podes desistir, eu também posso. está igualado mas tu ainda não sabes. 

adorava que lesses este blogue porque és moderno

as pessoas só mudam de casa. não mudam.

sério

até as mais atentas podem aparecer com a testa enfeitada. não subestimem a inteligência dos outros, please.

posso dizer?

tu não és comparável. os outros são uma merda ao teu lado, é só isso que sei.

entendo o John le Carré

juro que entendo. os prémios não valem nada.

juro

se não te convida para sair é só a forma mais subtil de dizer,"o engate só funciona sem ti por perto".

juro

as sms diminuem ao mesmo tempo que o namoro ganha contornos estáveis e seguros.

não escrevo nada de jeito

mas leio cenas fixes. dizem que sou peculiar e não o dizem para me alegrar. dizem porque sou vista dessa forma. e já agora, aproveito e vivo assim. peculiar, a minha palavra desde ontem.

Birkin?

é engraçadita. toda a gente tem.

não sou chic

não como ovos mexidos nem bebo sumo de laranja ao pequeno-almoço. é pão com planta.

bom dia quase de tarde

o Zé não é o Mr.Big nem o Mr.Small. é o Zé mais ou menos.

terça-feira, 29 de março de 2011

só uma coisita

Portugal está a ganhar e vai ganhar desta vez. não pode ser só ir buscar água ao poço.

quieta sou porreira

vou mas é fazer alguma coisa útil para a sociedade. dormir.

eu acho

as irlandesas são feias. porra.

Cândido

podia ter terminado hoje, não fosse esquecer o livro onde não devia. e sim, é engraçado para caraças.

são palavras

não serei forte o suficiente para enfrentar. tenho coragem para te abrir o sorriso e fazer sonhar, mas os sonhos, tu sabes que os sonhos não passam de imagens que tentamos agarrar. o fim chega com o toca e foge.

tal e qual

se ser blogger é profissão, então ser leitor também é. ou amante de sofá. por exemplo. ou dorminhocas. por aí a fora... pelo Mundo até às estrelas.

nunca disse

não preciso de fazer nada, existe alguém que goza contigo por mim.

a dúvida permanece

quem é kongo verde?

o meu amor

"o que está a faltar?". pela primeira vez na minha vida não falta nada. hoje. hoje. só hoje. não quero viver a ter tudo quando ainda falta tanto mas nada falta na verdade.

Cândido de Voltaire

começo hoje.

nunca disse

demoraste mas chegaste lá. tu e os teus gifs.

segunda-feira, 28 de março de 2011

Gandhi

o que é que muda com o simples facto de ele ser gay? e...?

mais ou menos isto

devia existir um curso para "fale sem colocar a boca de lado, comece hoje, fale amanhã".

Jardins de Kensington

"...uma pessoa pode passar horas a ler na casa de banho, de calças à volta dos tornozelos, hipnotizada pelo perfume secreto das letras e pela fragrância íntima das próprias entranhas."

Jardins de Kensington

"Um livro e eu e esse particular e inimitável silêncio que enche o quarto quando nesse quarto está alguém a ler. Um silêncio diferente; porque o silêncio complexo que alguém produz ao ler nada tem a ver com o silêncio simples que alguém produz quando tudo está, apenas, em silêncio. O silêncio que brota dos livros e nos envolve 
é um silêncio cheio de sons."

Jardins de Kensington de Rodrigo Fresán

comecei este e sim senhora, estou a gostar.

Ratos e Homens de John Steinbeck

acabei. adorei este livro. recomendo vezes quarenta.

reader

o reader diz que gosto de clicar com frequência no Acatar, no Quadripolaridades e no Alfaiate, mas o blog que mais leio só tem fotos.

não está no dicionário

homem, não me lembro o que é isto. tenho a vaga ideia que é a oposição.

juro

roubar será o crime deste ano e do próximo.

ideia fixa e contraditória

cada um com a sua obsessão. uns correm em tudo o que é corrida e depois vão comer pipocas. outros escrevem posts à pázada e depois vão varrer a casa.

nunca disse

acontece-te de tudo ou é só para teres piada?

tão fofinho

o meu namorado também precisa de abraços. pensava que era forte. os fortes também são medricas.e ninguém me avisou.

Acatar

o único que criticou o número de posts publicado neste blogue é o mesmo que escreve às dezenas também ao fim de semana.

domingo, 27 de março de 2011

do outro lado aconteceu o inesperado. senti medo de o ver partir.

o Zé gosta de ir comprar tabaco quando o jantar está pronto ou na hora de dormir. que raio.

sorte no jogo

duas vezes que jogo no totoloto, duas vezes que ganho cerca de dois euros.

sim sim

ter uma namorada é ter apoio. às vezes.

sexta-feira, 25 de março de 2011

não está no dicionário

lixo, ninguém merece que nas tuas mãos se faça reciclagem. ela, eu, ela, eu.

mais ou menos isto

o meu rosto diz que não sou uma pessoa divertida. eu é que sei. nasci com a cara errada.

dia numa frase

"desculpa Chico, já não estava habituada a ter-te connosco".

sete mandamentos

não terás um blogue
não terás um blogue
não terás um blogue
não terás um blogue
não terás um blogue
não terás um blogue
não terás um blogue

Francisco

é uma onda.

"não fiques chateada", "não fico, não tens a culpa". mas fico. não com ele, só com as coisas. ficar chateada com as coisas é desnecessário mas não sei arrancar de mim isto em relação às coisas.

tal e qual

o sucesso/a fama não traz criatividade/qualidade.

é blogar

excluindo um ou outro, a blogosfera está mais madura. adulta. coerente. a ver se explico esta teoria na próxima semana.

nunca disse

já estava na hora de saberes a tua idade. aconteceu.

mais ou menos isto

o amor dos outros é sempre ridículo. o nosso é melhor. muito.

tal e qual

com a situação financeira neste estado escrever sobre outra merda vai parecer sempre fútil e estúpido.

Ratos e Homens de John Steinbeck

começo a ler este hoje.

Perto do Coração Selvagem de Clarice Lispector

aconselho a autora. este livro não deve ser o melhor, vou ler outro para ter uma opinião formada e consistente.

quinta-feira, 24 de março de 2011

no Facebook do Sócrates

"foda-se pá".

(quase) um ano depois

continuo sem conhecer ninguém pessoalmente e sem interesse no mesmo. ganhei seguidores e leitores que me odeiam. o normal.fechei os comentários, liguei-me emocionalmente ao reader fofinho. tenho mais visitas do que esperava. as rubricas estão no lugar. o meu chefe não conseguiu o que queria. perdi algum tempo. ganhar? não se ganha nada com o blogue quando o objectivo não é esse. cá ando. porque sim. podia estar sentada mas prefiro andar.
obrigada a ti que sentes que isto é porreiro.

o meu blogue

dura há mais tempo do que as minhas relações pacíficas e amorosas. faz um ano este fim de semana. o Zé dura há mais. quero eu dizer que é possível termos um blogue e sermos normais. pode acontecer. ele sabe do blogue e vive bem com isso. o blogue também lhe acha piada.

quarta-feira, 23 de março de 2011

Deixa o Grande Mundo Girar de Colum McCann

terminei. não me arrependo de ter gasto dinheiro neste livro. tem uma história diferente de tudo o que já li. personagens muito reais. passagens magníficas. e tanto mais havia para dizer.

Deixa o Grande Mundo Girar

"...a dor é uma condição necessária, não é uma maldição."

yes

Clarice Lispector

juro

quando for milionária compro a Zara e rasgo aquilo tudo.

faço exercício três a quatro vezes por semana, gosto. o Zé faz uma vez por semana, quarta à noite. há dias que não me apetece ir sozinha, "qual é o problema de ires sozinha?", pergunta-me. "não me apetece". há dias que não me apetece fazer exercício e vou fazer outra coisa qualquer, "estás armada em preguiçosa", diz-me. com tantos, "qual é o problema de ires sozinha" e "estás armada em preguiçosa" decidi revoltar-me, "já olhaste bem para ti? fazes exercício uma vez por semana, estás com peso a mais e ainda vais acompanhado por dez rapazes". 

eles adoram falar à parva. e nós, de contra-atacar.

Perto do Coração Selvagem

"Amor tão forte que só esgotava sua paixão na força do ódio. Agora sou uma víbora sozinha."

tão fofinho

"coitadinha, ela foi espancada pelo pai, o marido meteu-lhe os cornos e agora está com problemas financeiros",
"e por causa disso ela pode gozar contigo e fazer merda atrás de merda? não sabia que servia de desculpa para a maldade".

mais ou menos isto

quando não gosto do que oiço,  fujo ou ataco. quando não sei como atacar, só me resta fugir.

obrigada a alguém

não sei quem é que me falou da escritora Clarice Lispector, mas ainda bem que o falou. sei que foi aqui, não conhecia e estou a gostar imenso. não é uma escrita para tentar perceber, é só para ler e desfrutar.

Deixa o Grande Mundo Girar

"As pessoas acham que conhecem o mistério de se viver dentro da nossa pele. Não conhecem."

Deixa o Grande Mundo Girar

"...recordar coisas do passado é um erro originado pelo orgulho."

terça-feira, 22 de março de 2011

eu explico

bruxas? são coisas da cabeça das pessoas. só existem cabras e coincidências.

Perto do Coração Selvagem

"Difícil aspirar pessoas como o aspirador do pó."

Perto do Coração Selvagem de Clarice Lispector

comecei a ler.

tão bonito

acho uma péssima política só fazer reciclagem em dias de auditoria.

é é

"ai que sou doente, gasto imenso dinheiro em roupa e coisas". tens bom remédio, não gastes. é uma doença fácil de tratar,né?

nunca disse

para namorares tens de ter um namorado e ele tem de saber.

tal e qual

uma flor não nasce no meio de páginas de um livro. só suja as páginas de castanho esquisito.

segunda-feira, 21 de março de 2011

A alegria de ensinar de Rubem Alves

acabei. um livro pequeno mas cheio de palavras certas sobre os sonhos, as palavras e os pensamentos. adorei a forma como o autor explica e expõe os assuntos. os exemplos que dá. as frases magnificas que usa. aprende-se com este livro.

A alegria de ensinar de Rubem Alves

"Toda a vida adulta é uma negação da infância. Daí a nossa infelicidade."

101 livros para ler em 2011

Janeiro
O Monte dos Vendavais
O Deus das Moscas
Admirável Mundo Novo
Mulher de Porto Pim
As Memórias do Livro
A Viagem do Elefante
Cisne Negro
Traições

Fevereiro
Servidão Humana
a máquina de fazer espanhóis
A Cidadela

os meus preferidos desta lista são Admirável Mundo Novo, A Cidadela e Servidão Humana.

é tudo por agora.

yes

...

Heath Ledger, why?

wtf?!

o melhor amigo perguntou-me se, por vezes, não tinha vontade de trair o Zé. "não,nem um bocadinho". "sério? que estranho".

A alegria de ensinar

"...o sofrimento de se ser um professor é semelhante ao sofrimento das dores de parto: a mãe o aceita e logo dele se esquece, pela alegria de dar à luz um filho."

A alegria de ensinar de Rubem Alves

comecei a ler.

A Terra Sonâmbula de Mia Couto

uma história triste que faz rir. gosto principalmente da forma poética que Mia Couto tem. foi o terceiro livro que li dele, quero ler mais.

para um começo

começa por te sentires bem em casa.

os meus livros

não deixo um livro a meio, normalmente deixo a um quarto quando não me está agradar. também já li livros até ao fim que poramordedeus.

delícia do fim de semana

cocktail de marisco com molho béchamel.

tal e qual

é muito bom namorar alguém que gosta dos mesmos livros que eu. seria bom na mesma mas assim é melhor.

domingo, 20 de março de 2011

é é

é bonito falar no amor, é. é feio falar sobre a vida sexual para todos lerem, é.

mais ou menos isto

vale a pena dizer, mas só tu sentes o fim. quando são os outros a falar no amor, na nossa relação,  só ouvimos a primeira meia hora. depois é connosco. e normalmente ninguém segue conselhos de ninguém. só os escuta.

juro

não gosto nada de encontrar pessoas que conheço nos mesmos sítios que eu, principalmente aos fins de semana, menos se me perguntam, "estás aqui? que andas aqui a fazer?".

eu explico

as pessoas acham que beber água à refeição não é tão bom como beber sumo. podem não ter pão, mas sumo tem de existir. mesmo que seja aquele ice tea de pacote. as pessoas criam hábitos parvos. água é só a melhor bebida do Mundo. um dia será um luxo ter um copo de água na mesa. na nossa/tua mesa.

Gnomeu e Julieta

giro, giro, giro. vai ver, a única coisa chata é a voz do Manzarra.

Mar de Paixão

o pior final de sempre numa novela portuguesa.

sexta-feira, 18 de março de 2011

lugar

uma criança que muda de casa a cada três a cinco anos não pode ser feliz. não cria raízes. não entende a importância de pertencer a um lugar. leva consigo ao longo da vida essa dúvida, "de onde sou?". transforma a vontade de pertencer a algo num objectivo pessoal fugindo disso simultaneamente.

mendigar

antes de me transformar numa mendiga descobri que posso receber e ainda ser o que sou. e contar piadas. sei que não será preciso explicar, "estou apenas de bom humor, tenho vontade de ouvir música careta". ninguém irá apontar-me o dedo ou perguntar "quem é o outro?" acabando de imediato, por dentro, com toda a minha alegria.

venda e compra de livros usados, raros e esgotados

em capitulovirtual.blogspot.com

quinta-feira, 17 de março de 2011

juro

a blogosfera é mais rápida do que a televisão e a vizinha do lado.

sim sim

quero ser infeliz e ver os que me fodem a vida melhor que eu.

nunca disse

sábado é dia de me deitar no teu jardim.

dos 101 livros

já li 16 e meio. estou quase. uuuu...

quarta-feira, 16 de março de 2011

yes

na Tyra

tem onze anos, pediu diante de sua mãe, "quero que sejas mais mãe".

calou-me. enquanto a vi chorar.

Terra Sonâmbula

"Quem não tem amigo é que viaja sem bagagem."

Terra Sonâmbula

"...não é o destino que conta mas o caminho."

foi assim

"alguma coisa a dizer?","sim. o meu ordenado. não estou satisfeita. não é justo em relação às funções que desempenho e responsabilidades. para além disso,estou em início de vida".

o meu chefe

esteve a fazer a minha avaliação. não ouvia tantos elogios de um homem desde do dia que perdi a virgindade. virgindade.

diz assim a música

bom dia para quem é de bom dia, boa noite para quem é de boa noite. espectacular. viva pá!

terça-feira, 15 de março de 2011

conheceu hoje a minha mãe. só sorrisos,"olá,famoso Zé". e tudo à porta da churrasqueira do meu vizinho. não doeu.

não está no dicionário

passo, foi uma enorme caminhada até chegar a nós. o que foi feito é nosso.

as paixões nascem não se sabe muito bem como

devia ter 21 anos quando o meu namorado me convidou para jantar na casa dele. estava sozinho e havia vinho. achei o máximo, super adulto. fez-me massa com atum de uma forma profissional, nunca vi ninguém cortar assim a cebola. adorei tudo. namorei com ele um ano e tal. descobri que só sabia cozinhar aquilo. super adulto. e afinal massa com atum é só massa com atum. mas ninguém tinha cozinhado para mim antes e eu caí que nem um patinho de borracha.

yes

é blogar

quando me quero divertir vou para o parque de diversões. se quero escrever abro o word. se quero falar mal de alguém ligo à minha melhor amiga. se quero comentários crio um facebook. mas como quero rir enquanto vos vejo a espumar da boca criei um blogue. 

quando desligo o pc, desligo-vos.e já cheguei a ter o pc ligado e não vos ligar.

eu digo, isto é um  blogue. faz-me rir.

nunca disse

apareço e brilho no teu pequeno mundo. acende a luz, sério.

novidades

vamos viver juntos. vão começar as mudanças.

que não se percam livros, que se encontrem fotografias.

nunca

nunca brinquei com bonecas. aliás, nunca tive amigos para brincar. então, tirava macacos do nariz e batia nos mais pequenos. e cresci assim...

sou maluca

nasci para ser alguma coisa mas não faço ideia do que seja, já experimentei de tudo. agora dedico-me à blogoesfera, ela precisa de mim. ela precisa de mim. né?

sou escritora

nasci para ser escritora. então criei um blogue para começar uma carreira. mas como dei erros a editora já não me vai contratar. sou infeliz. mas por acaso, ups, tenho um livro escrito. acho que os revisores da editora são bons,muito bons.

juro

adorava ter um relógio que me dissesse a que horas sou atendida de verdade em qualquer lugar. era mais tempo na banheira ou a passar a ferro.

Terra Sonâmbula de Mia Couto

comecei a ler ontem.

os comentários

retirei os comentários porque não vos fazem falta.

os meus livros

invento que leio. não leio nada. uns inventam uma vida fantástica, eu sou a rapariga dos livros. claro, claro.

segunda-feira, 14 de março de 2011

Blue Valentine

impressionante e real. adorei. deixou-me com medo de perder o homem que amo mais que tudo.

Sócrates quis dizer

PSD?  bad bad boy.

música

vai lá ao youtube e pesquisa Not ThereYet, Luísa Sobral.

yes

A Terra Sonâmbula de Mia Couto

"O que já está queimado não volta a arder."

Budapeste de Chico Buarque

já me senti como José Costa deste livro, dividida entre duas culturas, duas línguas e a vontade de ficar ou partir. por causa dele. por causa de outro José. gostei de ler este livro, enquanto me lia a mim.

Sándor Márai

não percebo, este autor não faz parte das listas obrigatórias ou das listas de autores preferidos de alguém. devia. a sério que devia.

moda lisboa

vais desfilar para um lugar onde vais ver outros desfilar. tão interessante. tão divertido.

nunca disse

lembra-te, ela não é tua. ela quer ser tua.

Entrelaçados

um filme de animação do mais fofinho que há.

Amor e outras drogas

gostei tanto deste filme. tanto. tanto.

eu explico

pensava que ia sentir saudades. qual quê. a distância transforma-se em distância, acabo por colocar sempre alguma coisa no lugar que está vago.

The Catcher in the Rye de Salinger

foi uma leitura divertida.

regresso

o Zé desenhou o meu retrato a carvão. a minha mãe fez-me sopa. a minha irmã voltou a falar comigo. está tudo bem.

quinta-feira, 10 de março de 2011

adeus

até para a semana. tenho dois aviões para apanhar. vou ter saudades tuas,Zé. tenta não me sinalizar a testa.

descarregar filmes é crime

Entrelaçados. Blue Valentine. Amor e outras Drogas. Megamind.

yes

quanto ao BILF Award 2011

fico assustada ao ver o Tolan à frente.

juro

a minha amiga preferida era aquela a quem perguntava, "nota-se alguma coisa?" enquanto andava um bocadinho mais depressa à frente dela. a essa amiga podia perguntar tudo. posso.

Kate Moss

acho muito porreiro que a Kate Moss tenha celulite. aliás, também devia ter pêlos encravados e estrias mas já é pedir muito. ter celulite já é muito porreiro. muito porreiro.

yes

de certeza

no dia que achares que estão a gozar com a tua cara, estão mesmo.

e?

"o que ela fez para mostrar que estão juntos?", "chamou-me 'mor uma vez com o Jorge perto".

Francisco

"acho que ela anda a gozar com os dois. quando eu não posso fazer alguma coisa, ela chama o Jorge ou vice-versa."

Carmo

disse que o namoro arrefeceu desde que deixei de ir ao café. sou um isqueiro. uma pequena chama andante.

eu explico

assumir é dizer, "somos namorados", não é, "um dia contamos". já passou um ano.

tal e qual

cheguei a comer azedas. os putos de hoje deixam cair uma batata e deitam fora. é que nem sopram.

os meus livros

o objectivo é não requisitar mais livros até ler os que tenho em casa. também não era para comprar mas já comprei cinco este mês. não sou pessoa de palavra, e um dia vou para o inferno dos livros. é onde está o Bolãno aos beijinhos ao Marcel Proust. ouvi dizer.

Carmo

parece que também sabe usar o truque de voltar a culpa a seu favor.

O Enigma e o Espelho de Jostein Gaarder

já tinha lido O Mundo de Sofia e gostei. enquanto não acabo o que estou a ler agarrei neste e li num ápice. achei interessante a teoria do terceiro sexo e pouco mais. mas gosto da escrita do autor.

quarta-feira, 9 de março de 2011

Francisco

ligou ao Zé, quer falar com ele com urgência. chateou-se com a Carmo ou vai casar.

acabou de ler A Sombra do Vento.adorou. nunca tinha visto tanto entusiasmo com um livro.

é música

oh Deborah Dyer (Skin para as amigas do mundo musical), obrigadinha por me deixares viciada na faixa "The Sweetest Thing". podias ter ligado. já agora, aproveita e devolve-me a gilete que levaste cá de casa.

para mim,

pode ser uma garmática purtugueça.

o livro que oferecia ao Pipoco se fosse Páscoa

Quando Nietzsche Chorou de Irvin D. Yalom.

de certeza

faz quatro anos que não faço ideia onde está, mas não continuo à espera.

eu explico

não podemos fugir do que somos, só podemos recuar quanto ao que queremos. por vezes, nem assim.

não está no dicionário

morte, temos de nos separar para ficarmos a saber o que é estar um sem o outro, contra a nossa vontade.

é a moda

sandálias iguais às de Jesus Cristo são musthave. perdoai-lhes senhor,elas não sabem o que calçam.

terça-feira, 8 de março de 2011

tão fofinho

escreveu-me uma carta de amor, "beca beca és um diamante, beca beca diamante precioso, beca beca, diamante". eu fui ao pingo doce buscar uma garrafa de vinho e uma caixa de chocolates.

Deixa o Grande Mundo Girar de Colum McCann

tem um personagem estranho que vale a pena descobrir.

é moda

fadinha do guarda-roupa diz-me, queres as skinny fora, as largueironas dentro, e agora? deitei tudo fora, pá. tudo.

segunda-feira, 7 de março de 2011

é blogar e depois ir tratar do casório

a blogoesfera é uma creche sem educadora.

e amanhã vou viajar para um lugar lindo,maravilhoso,perfeito

não é um SPA, é só a casa do Zé.

agradecimento

atinjo mais de mil visitas por dia.quero agradecer ao pessoal dos hateblogs,ao meu canário e ao meu chefe.

é blogar

a única forma de seres sexy é através do teu avatar,no blogue. todos sabemos que pareces um homem.isso é mau. e ainda falas da outra,que é magra. observa. não chores.

tal e qual

livrei-me do Carnaval. a vantagem de namorar um homem mais velho.

nunca disse

prefiro ser imperfeita perante os teus olhos do que olhar para dentro de mim e só ver merda. e não ter ninguém para tocar.como te acontece diariamente. não chores, não bebas, vai estudar.

juro

a namoradinha dele é um bocadinho mais feia que na foto que tem no ecrã do telemóvel.

os meus livros

tenho mantido a calma quando me obrigam a ler a mesma frase vinte vezes. estou uma verdadeira fofinha,por fora. por dentro,mato.

eu explico

ser único,diferente,ousado nunca deu para agradar a toda a gente. a intenção é essa.

dia sete

parece que vou receber uma carta de amor.

não está no dicionário

alegria, é estar estar entre o bem e o bom,deixando de lado o pouco.

descarreguei

a banda sonora do 127 hours. e quatro livros.

os homens da luta e o gordo que dança o cisne negro

nosso Portugal mai'lindo.

Zé Colmeia

bosta.

Como treinares o teu dragão

filme de animação tão fofinho e divertido.

o que se passa?

a blogoesfera não disse mal do carnaval. a Bárbara parece realmente simpática. encontrei um personagem fascinante criado no século XXI.

domingo, 6 de março de 2011

Revista Ler

cada vez pior. oh, desilusão.

do meu amor

não diz "esta comida está uma porcaria", prefere o "sabe a vinho". o resto sou eu a concluir.

quanto ao BILF Award 2011

nunca gostei de homens com mania que são bons. aposto que o vencedor será um homem com baba. já votei, e tu? humildade, please.

disse que comecei o livro, mas menti. não comecei ainda. meti-me no meio da lasanha, dos filmes, dos beijos, do sono e não li uma única linha.

Portugal tem talento

a Bárbara é melhor que a Cláudia do Pedro. apesar de estranhamente doida, é melhor.

1,2,3

comentários só via email. via.

Deixa o Grande Mundo Girar de Colum McCann

comecei a ler. é vencedor do National Book Award 2009.

A Sombra do que Fomos de Luís Sepúlveda

não sei se volto a ler algum livro deste autor. gostei. só isso.

sábado, 5 de março de 2011

o paraíso

tem dormir até às três, comer na cama e comprar livros num passeio por Lisboa.

os meus livros

falhei a promessa.

O Dilema

o Vince só sabe fazer filmes destes.

há sempre um palerma que tem ar de enjoado e nunca gosta das músicas

ontem chegámos bêbados. há tanto tempo que não era assim.dançámos juntos. nunca tinha sido assim. diverti-me para caraças. nós.

o meu vizinho acabou de me ver com as calças rotas no rabo

não tenho uma vida perfeita.aliás,é menos do que gostaria que fosse. isso aborrece-me porque só tenho esta vida e nem tudo depende de mim para ser melhor. é esta,não escolhi esta mas podia ser outra.vou esperar para ver o que acontece de novo.

sexta-feira, 4 de março de 2011

música

fiquei desiludida com o video do novo single dos REM. vale a música. muito.

O Primo Basilio de Eça de Queirós

acabei. MARAVILHA! o Eça é a minha nova paixão.

já ninguém vai à bruxa

paguei 3,60 para saber que está tudo bem comigo enquanto um homem giro me mexia na barriga.

A Sombra do que Fomos

o Luís tem graça mas não lhe acho piada. ainda ando a moer o livro...

O Primo Basilio

onde é que já vi aquilo?

são opções

escolho dormir, alguém escolhe ligar-me e não falar. é tão divertido.

quinta-feira, 3 de março de 2011

porque foi a Saltz

venero Saramago, e recentemente, Eça. já fiz um programa de tv. fui sócia-gerente de um restaurante. trabalhei numa biblioteca. fiz teatro. tenho uma costela e sangue espanhol. não gosto de selos.

sempre que cozinho ele não me deixar cortar a cebola. eu não o deixo molhar o pão no molho mas ele molha. pronto,está bem.

e vai e vai

o plano a correr bem com as mãos.

quarta-feira, 2 de março de 2011

O Primo Basilio

"Seria pois necessário estar sempre a começar,para poder sempre sentir?"

o que passou,passou

em dois dias passou na minha rua três vezes e estacionou à frente do meu emprego. razões? zero, a rua é pública e adorei perceber que me livrei de boa. é bom respirar sem alguém a tapar-me a boca.

terça-feira, 1 de março de 2011

e depois,

este blogue vai entrar em época baixa porque tem muito para fazer. agora mais.

xoxo

juro

adoro mulheres parvas que adoram mulheres parvas.

quase quase

será dado um grande passo na cultura portuguesa por volta das 21 horas. agradeço por fazer parte do projecto. a minha ideia vai para a frente. babo-me de orgulho.

eu explico

a vida não é feita só de livros,claro que não. mas devia ser feita de pessoas com mais vontade de entender o que é dito.

chica esperta

e tu,que fazes da vida para além de andares a distribuir psicologia de meio tostão?

pergunto

o que faz de jeito alguém que não lê livros?

não está no dicionário

razoalmente, não é resposta para mim. não me seguro com metades, quando me dou por inteiro.

o romantismo não tem juízo

no princípio, "não sou romântico". quando os calcanhares estão apertados, lembra-se de cantar,escrever cartas e fazer grafitis no muro dos vizinhos. cabrão do puto.

é opinar

acelerar em direcção aos ciclistas foi um acto monstruoso. em corrida de bicicleta não entra carro. é desigual.

a Isabel Stilwell

acordou a pensar que o povo é insignificante e ela o novo Messias.

a Filipa

entendo que esteja farta dos jornalistas do turno da manhã. são os piores.

mais ou menos isto

ando insegura,com medo de voltar a perder quem mais amo. dizem,não há duas sem três.

os meus livros

sim,volto a ler Servidão Humana e Ensaio sobre a cegueira. e pouco mais.

Acerca de mim

Arquivo do blogue

Seguidores