domingo, 31 de Outubro de 2010

a esta hora

devia deixar-me de merdas e dizer o que realmente sinto. ainda é cedo.

mais ou menos isto

tive o pior pesadelo de sempre.

e aquelas pessoas que...

...levam saltos altos para a noite mas depois passam a noite inteira com o rabo na cadeira porque não aguentam a pressão?

ia pedir-me em namoro hoje, em Belém. não desconfiava. mas parece que desistiu.

oh menino que cantava no Irish Pub

sim senhora, bela camisola.

Irish Pub

tive direito a um pedido de desculpas público, com dedicatória musical. o que corei, santa mãezinha. 

a Expo

já não é a mesma coisa. vazio. fraco. mau.

no Chimarrão

o que teve de bom, teve de mau.

sábado, 30 de Outubro de 2010

nunca disse

estou farta das tuas mentiras pequenas, grandes e assim-assim.

não tenho melhor amiga mulher

são traiçoeiras.

e aquelas pessoas que...

...andam a ler o blogue dos outros, fingem que não mas são apanhadas?

Rita Blanco

"não há melhor que a literatura para conhecer as pessoas".

o vosso fim

quando ela te foi contar que o fim existia naquela hora friorenta o abraço teria aquecido muito mais que uma adeus e um beijo na face. ninguém tem culpa do final. aliás, ninguém trabalha para o fim. o problema é que se esquecem de trabalhar para ele não chegar. é isso.

yes

fiquei triste, acho que fiquei

só um.

oh

a cara da moça que saiu agora da minha casa. tão aflita.

2666

página 67, " Sentia-me feliz porque via os outros felizes e porque sabia que tinha de me sentir feliz, mas na realidade não estava feliz".

2666

nunca vi ninguém descrever um telefonema como fez Bolaño.

2666

ontem falhei as 7 páginas e meia.

segurar vela

ela acha que é pior ir com dois casais e um rapaz do que ir de férias com um casal.

à descoberta

barbas de milho e pés de cereja.

sério?

O Aldi é primo do Lidl.

mais ou menos isto

não deve ser boa ideia ir até ao centro de Lisboa.

sexta-feira, 29 de Outubro de 2010

infância

ver o Tom and Jerry, vá lá. vá lá. vá lá. oh.

muito bom

tenho emprego. gosto do que faço. e dentro de algumas semanas vou gostar ainda mais.

dos livros

ia escrever sobre o Mario Vargas Llosa mas decidi escrever um post a insinuar que ia escrever sobre ele para ficarem a pensar no que ia escrever. podem apostar que seria pior se fosse sobre o Miguel do Equador.

tão fofinho

enviar a mensagem mais linda do Mundo do Amor para o número errado.

Leonor Poeiras

vai curar-te da constipação, que isso é crónico. aproveita e endireita a boca enquanto falas.

Nicola vs Delta

a Nicola tem aquelas frases nos pacotes de açúcar, mas o café Delta é o melhor. para ler frases, compro um livro de citações.

eu explico

quando quiseres fazer alguma coisa não esperes. não esperes pela oportunidade do outro falhar. não esperes que algo te soe mal, te faça meter o pé atrás. sério. o teu sexto sentido não falha, é saber ouvir. é saber que mais cedo ou mais tarde tinhas razão. não esperes.

tal e qual

mais uma situação, alguém estúpido mandar calar outro alguém que considera estúpido. é estupidez. é que tem uma lógica do caraças.

espalhado pelo quarto

ganchos, daqueles pretos fininhos. compro uma embalagem de 150, ao fim de alguns meses andam por aí. sobram dois ou três. foram feitos para desaparecer.

tão bonito

porra para ti. porra! adoras brincar comigo às sextas-feiras.

quinta-feira, 28 de Outubro de 2010

ai de amanhã que não receba o ordenado

só isto.

comer e trabalhar

uma colega que mal come para outro colega magrinho, "tens de comer mais". tive de rir.

tão fofinho

gosta de abrir a carteira para ver a foto dela.

tal e qual

o Miguel Esteves Cardoso é uma Margarida Rebelo Pinto versão homem. são teorias. 

da blogoesfera

está uma seca. apesar do hateblog, apesar do regresso da outra,da outra e da outra.

dos livros

consigo ler três livros ao mesmo tempo (um de cada vez) sem baralhar os personagens.

não não não

descobri que não gosto de queijadas de Sintra. não percebo o motivo de tanto "ai queijadas de Sintra beca beca são mesmo boas beca beca". meus ricos pastéis de nata. nada a ver. nada.

química

quando não há química nada feito. é mesmo assim. escusam de inventar.

dos livros

adoro receber livros via correio. ninguém me quer enviar dois ou três?

ai da Margarida que leia o post anterior

então e o Saramago? quantas estrelas merece? oh.

estrelas para os escritores

eu explico

o teu passado faz de ti aquilo que és no presente. o bom e o mau. quem te amou, quem nunca quis saber de ti. é mais ou menos isto. o que seriamos se não tivéssemos uma história por trás disto tudo? um recém-nascido. vale?

2666

"...quando afirmava que o seu amor e o seu ex-marido, e tudo o que tinha vivido com ele, ficavam para trás. Nada fica para trás."

yes

do meu amor

vou aproveitar muito o abraço dele. quando tenho de ir embora dói-me o coração, dói-me a alma. sério. meto-me a pensar se sente o mesmo. calada, gosto de me vestir calada e ficar a olhar para ele enquanto lhe digo adeus com os olhos. ele gosta de me calçar. gosta mesmo. vou aproveitar para lhe dizer o quanto me custa ser uma onda todos os dias.

colegas de trabalho

não gostam de mudanças. eu gosto. muito.

o Duka

perguntou-me quando é que casamos.

yes

informo

já fiz o teste.

quarta-feira, 27 de Outubro de 2010

tal e qual

as boas pessoas mostram alegria pela alegria dos outros. pelas conquistas. pela sorte. não esquecem de dizer "boa".

reebok

se pensam que me enganam com essa coisa dos ténis que tonificam estão muito enganados.

típico

"só estão juntos por causa da criança".

dos livros

não gosto de emprestar livros. nem de pedir emprestado.

Carmo

pediu-me um livro emprestado.

Carmo

perguntei pelo Francisco à Carmo, ela encolheu os ombros e respondeu "não sei", apressando um "está casa".

nunca disse

já toda a gente percebeu quem és.

na empresa

mudanças boas.

quer muito, quer mais, quer tanto.

yes

esclarecendo

não está confirmado.os posts são para ler de baixo para cima. apenas disse que caso esteja grávida, juro que vou realizar um sonho. e que só vão saber três meses depois se o blogue continuar activo até lá.

suposições

ok? ok. tenho o teste, mas só faço amanhã de manhã.

juro

realizo um sonho. ser mãe.

juro

só conto depois do terceiro mês.

juro

não vou fazer um baby blogue.

tal e qual

se descobrir que estou mesmo grávida presumo que não vou saber como agir.

tão bonito

a minha irmã encontrou o teste de gravidez dentro da minha mala. oh.

2666

tenho pena que o livro tenha tantas páginas. poucos vão ter coragem de o ler.

mais fácil

os vernizes só deviam sair com acetona. pronto.

juro

chego ao fim do dia parece que andei a trabalhar nas obras.

tal e qual

tenho a certeza absoluta, só preciso da prova.

eu

não tenho necessidade nenhuma que me envie mensagens escritas. e lá está, quando não nos importamos, eles enviam.

passou no exame, está de parabéns. estou muito orgulhosa.

pergunto

negativo ou positivo?

terça-feira, 26 de Outubro de 2010

eu explico

nem todas as estradas por onde andas tem de vir dar à minha casa. juro-te que a casa da minha vizinha é muito mais gira. tem sofás grandes, onde te podes sentar e tudo. e conversar aquelas coisas que gostas de conversar. não é estar a enxotar-te, mas não te vou abrir mais a porta.

tão fofinho

lês um texto muito bonito sobre o amor, e o que acontece? identificas o teu namoro, "ah também somos assim", pensas tu. e mais de metade das pessoas que o lerem. a outra metade vai pensar,"um dia arranjo alguém e vou ser assim e depois tenho dois filhos gémeos para ser mais giro".

tão bonito

se o meu namorado (que é namorado mas só lhe falta a pergunta) me pedisse em namoro com vinho Mundus Rosé eu não ia aceitar. de certeza. portanto, querido Zé se andas a ler este blogue ( se não andas, logo digo-te), faz o favor de nem sequer pensares nesta ideia.

tal e qual

estão a ver aquele rímel que é muito bom, estica as pestanas até ao céu e consegue um olhar muito sexy? não existe.

nunca disse

pronto, agora podes escrever o que quiseres, já não te leio. és chata.

2666

a ler. não estou a achar nada chato. é complexo, está a ser uma agradável surpresa.

o último voo do flamingo

acabei. Mia Couto é doce. mas só isso doce. sem enjoar.

cuidado

andam aí cobras. para quem gosta é uma sorte.

juro

se acontecer novamente, vou ficar feliz. mas ainda não penso muito no assunto.

27

agora são 27.

eu

será difícil conhecer a mãe do Zé. é dispendioso e complicado para já.

não esquecer

ir ao teatro no próximo fim de semana.

nunca disse

devias arranjar uma vida como a maioria. trabalhar alarga horizontes.

tal e qual

consigo ver se duas pessoas estão realmente apaixonadas. tu também. ultimamente, vejo uma pessoa apaixonada por alguém que está ali por estar. uma pena.

yes

yes

:), obrigada pela imagem

tal e qual

as minhas decisões passam pelo Zé. ele é bastante coerente. sei que é sempre para o meu bem, nunca favorecendo o mal, os outros que não me querem bem.

a mim não me fazem de parva

já fizeram. mais não.

tal e qual

felizmente ainda podemos escolher o que queremos ler. já não ando na escola, já não sou obrigada a ler "Os Maias", leio por opção, por prazer.

segunda-feira, 25 de Outubro de 2010

vou ali ver o que o Zé fez para o meu jantar. diz que quer surpreender. a ver vamos.

eu explico

não tens de fazer do teu talento uma forma de vida. nem sem nos apetece fazer o que sabemos fazer bem.

informo

todas as imagens que escolho no YES deste blogue tem um bom motivo, misterioso mas não deixa de ser bom. neste caso, para mim. porque normalmente só eu entendo a mensagem que quero passar mas não consigo. mas vou tentando.

sou a mulher da poupança

cheguei ao fim do mês com 150 poupados. milagre.

yes

dos livros

quando leio um livro, imagino sempre os personagens brancos. e morenos.

2666

para conseguir acabar o 2666 até ao fim do ano, tenho de ler 15 páginas por dia.

o último voo do flamingo

já li metade do livro. não estou achar nada de especial. é engraçadinho, longe de ser uma grande obra.

pergunto

os blogues quando nasceram não serviam para isto, pois não? tinham um objectivo diferente,né?

Pedro Mexia

não devia ser tão feio. é uma pena.

Mia Couto

a ler, "O último voo do flamingo".

a minha mãe

diz, "o que fizeram estas pessoas de especial para estar na televisão?"

Carmo

afinal, lê mesmo. achava que tinha dito aquilo só para impressionar.

é impressionante

o meu chefe bloqueou-me o blogue mas continuo a escrever.

Hachiko

um livro tão giro. tão tão tão giro.

domingo, 24 de Outubro de 2010

eu explico

quando não se tem dinheiro, não se compra um carro novo. é afundar.

o Mia Couto

é tão bom pertence-lhe.

dos livros

tenho dificuldade em ler livros no portátil mas o mundo do download é admiravelmente barato. 

nunca disse

conheço-te? não, né? pois. então, não me trates como se conhecesses.

sério?

o Marcelo Rebelo de Sousa lê quatro livros por noite porque lê em diagonal. ouvi essa ontem.

dos livros

tentem ir para o café assistir a um jogo de futebol e ler um livro. é isso, só vão conseguir tentar ler.

blogue

conto o que me apetece. se eu quisesse que soubessem mais, escrevia mais. lógico.

da blogoesfera

tipo, nem a minha melhor amiga me diz certas coisas que me dizem em comentários. normal. ela sabe mais que vós. tipo, nem a minha melhor amiga amua tantas vezes com coisas que lhe digo. normal. ela conhece-me. tipo, nem a minha melhor amiga se acha no direito de abusar do seu estatuto de amiga. normal,.ela é mesmo minha amiga. aqui, ninguém é.

feia

as pessoas, sempre as pessoas que se acham mais bonitas. sem sequer conhecerem a beleza dos outros. só porque sim. e porque são mais bonitas. é o que interessa. 

nunca disse

percebo o porquê de ninguém se dar contigo.

da moda

diverte-me escolher o que vou vestir todos os dias. adoro.

estou dividida

entre o 2666 de Bolaño ou outro qualquer.

yes

nunca disse

tu e as desilusões. tu e as pessoas más. tu e as desilusões. tu e as pessoas más. sempre a mesma coisa. pachorra.

tal e qual

queres que não passem de sonhos? então, estás no melhor caminho.

dos livros

abandono livros a meio. sem piedade. tenho pouco tempo para ler tudo o que gostaria de ler.

depois há o Ivo

que chama a namorada de monte de merda em frente de toda a gente. fez rir o grupo, tive raiva dele e vontade de despertar a dita namorada. "acorda, ele trata-te mal".

tudo o que pensa passa por mim.

tão bonito

não via a minha avó há um ano. esteve internada, esteve muito doente, nunca a fui visitar. sou desligada. totalmente. hoje quando a vi na minha casa nem sabia muito bem como a abraçar. mas abracei. também não sei muito bem o que deu à minha mãe para me abraçar no meio da rua. deve estar tudo a ficar normal e nem dei por isso. mas gosto.

o jantar de ontem

foi agradável. não me incomodou os beijos. disfarcei bem a surpresa que não foi surpresa nenhuma. se o sobrinho é feliz com a Carmo, a MC aceita a Carmo mas sempre de pé atrás.

juro

não quero continuar com a mesma vida.

sábado, 23 de Outubro de 2010

a esta hora

vou estar sentada, a comer, a beber Rosé, a tentar fazer uma cara de espantada quando a Carmo me contar que namora o meu sobrinho preferido (treinei tanto). vou dar a mão ao Zé por baixo da mesa, trocar um olhar cúmplice, "se ele está feliz, nós também estamos". será isto.

yes

tão fofinho

quero uma cerejeira. ele acha enorme. depois falei em tulipas. ele não achou piada. lembrei-me de uma aquário gigante, achou ridículo. só quando alguém sugeriu um banco, com almofadas e um toldo é que ele se entusiasmou. ok, talvez as minhas ideias não sejam engraçadas. assumo.

tão bonito

falta uma hora para assistir a algo para o qual ainda não estou preparada. um beijo entre duas pessoas. aquelas pessoas.

não experimentar

andar de bicicleta de saltos altos, muito altos.

obrigada

andei de bicicleta com o Zé. sentada à frente, ele a guiar. foi um espectáculo, mesmo. segredou-me ao ouvido que me amava, senti a felicidade ali.

yes

da blogoesfera

"mimimimimi", "bambi" e "à menina" são expressões cada vez mais usadas por estas bandas. se fosse de inventar expressões seria "xoxo". oh.

da blogoesfera

existe um blogue que me irrita. não são textos, é a autora. acontece, né?

da blogoesfera

há gente maluca para tudo. maluca e imaginativa.

gostava de ser perfeita, era mais fácil

a perfeição só traz problemas. é uma busca incansável, logo frustrante. 

ah, é verdade

o Jorge vai querer acabar com o namoro da Carmo e do Francisco assim que souber.

Nuno

o Zé vai ter uma conversa com ele. está a esticar-se mais que a medida.

eu

sinto-me insegura.

dos namoros recentes

o jantar de hoje será para oficializar o namoro da Carmo e do Francisco. eu e o Zé fomos os únicos convidados. dizem que somos de confiança, visto que o namoro não pode ser já revelado ao resto do grupo.

sexta-feira, 22 de Outubro de 2010

Carmo

anda a tentar namorar o meu querido sobrinho. convidou-me para um jantar a quatro, beca beca beca está tudo dito.

juro

só não escrevo mais para não vos maçar com o amor.

tão bonito

os meus ataques de ciúmes fazem-me entrar no primeiro chinês que encontro.

mais ou menos isto

o amor faz-me andar com a cabeça na lua, e a tesoura na mão. não me deixa dormir de segunda a sexta, mas faz-me sonhar de sexta a domingo.

decidi algo mesmo importante

nunca mais cumprimento os mete-nojo. aquilo pode contagiar.

eu explico

quando mentires, mente bem. sou observadora. são sempre os detalhes que nos lixam.

interesse

tenho pena que se aproximem de mim com um objectivo sujo. tenho mais do que Xau para dar.

Carmo

a Carmo quer ser minha amiga por interesse. nota-se. eu sei. eu oiço. eu observo. não sei se merece uma segunda oportunidade.

quinta-feira, 21 de Outubro de 2010

o irmão do Zé

come pastilhas de boca aberta, faz sete balões seguidos e grita sempre que fala. o maior pá.

nunca disse

tu vais e vens, és como as ondas do mar. quando vais, a praia fica tão mais bonita.

tal e qual

nunca vi uma mulher acender o lume no carvão. são sempre os homens. nunca acendi. acho que é preciso uma tecnica qualquer. dispenso conhecimento, dá trabalho.

adivinhem

antes tinha medo de ir ao Pingo Doce.

não não não

recebi um convite para o lançamento do livro da Bárbara Norton de Matos, a mulher da grande-testa.

depois de sair do emprego

disse-me para me colocar à janela a observar os carros. quero lá saber dos carros, respondi. mas fui. estive cinco minutos a observar os carros. já estava a ficar meio atordoada quando o carro dele passou, com um cartaz a dizer "amo-te muito" de letras azuis. aproveitei para ficar sem palavras e dizer baixinho "porra".

o meu chefe

ah é verdade, o meu patrão tirou-me acesso ao blogspot. foi querido. tenho acesso ao resto menos ao meu blogue. é só aquilo que menos uso. pois pois.

tão fofinho

escrevi tanto mas o post mais comentado foi o da gralha. obrigadinha.

confiar

as pessoas em quem confio vai diminuindo. de momento é apenas uma e meia.

caro comentador

obrigada por me avisares da gralha.

yes

o nosso primeiro jantar (Zé e eu)

foi na casa do irmão dele. pediu emprestada a casa, levou o jantar e vinho. rimos imenso. partilhámos histórias. não me esqueço do que comemos, do que falámos. ele ontem falou nisso como se fosse hoje.

tão bonito

já fui assediada por um chefe. parou no meio do caminho para casa, ofereceu-me uma massagem e não me largou enquanto não conseguiu. fiquei sem palavras, no dia seguinte tive medo de ir trabalhar. era nova. nunca mais me esqueci dos dias que passei.

quarta-feira, 20 de Outubro de 2010

da Hermione

Não gosto de gente que quando começa a namorar esquece tudo o resto, especialmente aqueles que estiveram sempre ao lado deles.


o primeiro beijo (Zé e eu)

no colo dele. depois de uma lágrima. ao som de Ana Carolina - Quem de Nós. ficou marcado para ambos com a mesma intensidade.

agora os livros

não estou a gostar do diário do Saramago. lá pensava dizer isto.

tal e qual

desisti de ver os Ídolos porque o programa soa-me a falso.

juro

se o big brother estivesse na minha casa, teriam vontade de me apertar o pescoço. seria a segunda a sair. seria a última a chorar. seria a primeira a ser nomeada.

queria ficar comigo. tive de o empurrar para ir jogar. entre o jogo e eu, escolhe-me. inédito.

a minha mãe

acha que não me pode dizer nada. tenho de concordar.

tão bonito

cá em casa o tema central foram as peúgas. se são minhas, se são delas. o melhor assunto de sempre.

só pode

se mentes por causa de uma merdinha destas, imagino quando estás aflita para esconder algo a sério. és uma mentira, não?

yes

segredo

se os media descobrissem de quem sou filha, a minha mãe jamais me iria perdoar.

nunca disse

se tivesse de trocar o meu blogue com alguém, nunca iria escolher alguém chato. para chata já basto eu.

catálogos?

sim. não saio de casa há dois dias. mais coisa, menos coisa.

para bloggers em crise, uma ideia da I.

olhei para o catálogo da Venca, achei a roupa tão feia que não comprei nada. depois vi o catálogo da La Redoute e não comprei uma botas castanhas porque estão esgotadas. mas estive quase, quase.


ideia da I.

deu-me um bilhete,"uma rosa para cada século que quero passar a teu lado. o meu silêncio é uma forma de te amar calado.amo-te.zé.".

da moda

"vestir marcas caras não faz de ti moça bem vestida e com estilo. aquela camisola não fica nada bem com a camisa branca por baixo, para além disso o cinto vê-se".

tal e qual

a Venca é roupa da feira à venda por catálogo. mais cara. evidente.

juro

não gosto da sensação que sinto quando falto ao emprego. "falta qualquer coisa...".

da blogoesfera

clap clap clap, lembra-me o caminhar de saltos altos logo pela manhã. barulhinho irritante. a blogoesfera diz que são aplausos, não sinto o mesmo.

nunca disse

mas continuas a ter desejos? já não estás grávida,ok?

terça-feira, 19 de Outubro de 2010

beca beca beca

os ceguinhos que batem na mesma tecla são pessoas desagradáveis. tenta conversar com alguém assim, até a conversa sobre a novela vai dar ao mesmo, a tecla, sempre a tecla. livra.

nunca disse

se não és padeiro não fales de pão. tipo, não sabes.

tal e qual

adorava ouvir o tom em que certas coisas são escritas. muda na totalidade o sentido do que se quer dizer.

tal e qual

ninguém faz melhor o meu trabalho que eu. incomoda-me que tomem decisões de forma tão parva.

yes

só pode

porra, nove meses grávida sem sequer desconfiar. que grande distracção.

eu explico

aliás, não me apetece explicar o que é plagiar. é tão básico que não vale a pena.

da blogoesfera

textos com as mesmas ideias, escritos de forma diferente. a blogoesfera está cheia.

juro

não gosto quando sinto que te posso perder. fico doente.

sobre o inquérito da pipoca

quando se faz um inquérito tem de se explicar para que serve. não dá para perceber que se passou na sua cabeça para separar licenciatura de ensino superior. não se deve tratar de forma pequena as pessoas que fazem o favor de responder ao seu inquérito. pequeno pónei? muito mau.

Parfois

sonhei que ia abrir uma loja da Parfois em sociedade. a minha única condição? ter um rapaz  bonito e sorridente a atender as senhoras. foi um sucesso.

juro

não sei se vos acontece. às vezes, fico com vergonha dos outros, consigo sentir-me mal pelas figuras (tristes ou não) que estão a fazer. quando vale a pena, chamo a atenção.

segunda-feira, 18 de Outubro de 2010

nunca disse

"tens sempre de ser do contra, o que interessa é ser alguma coisa,né?".

informo

o Principezinho vai dar vida a um filme 3D.

a dor

devíamos ser imunes à dor, como quando nos entalamos na porta do frigorífico como aconteceu comigo. não é por nada, mas já nos chega o sofrimento que temos durante a vida, como quando alguém nos fere a alma.

ler e amar

a paixão das boas faz-me ler pouco, a paixão das más faz-me ler muito.

comer e amar

a paixão das boas faz engordar, a paixão das más faz emagrecer.

eu explico

fazer humor não é para quem pode, é para quem tem jeito. fazer humor ou ser ridículo, tanto faz.

adorava trazer o Zé a minha casa. infelizmente não é possível. tenho pena.

dos casamentos

este pessoal vai para a televisão discutir problemas pessoais, de casal, falta disto ou aquilo. para mim são só maus casamentos. 

tão fofinho

comprou cola super 3 para colar o fecho estragado da minha mala.

no meu blogue

normalmente intepretam mal os meus posts. culpa minha, que nem sempre sou totalmente clara. confesso que não suporto explicar nada do que escrevo. fico fascinada com as reacções, com as conclusões. sério. e não me ralo nada. gosto de criatividade.

conclusão

não leio muitos blogues, mas devo ler os errados.

pergunto

como deve ser feito um pedido de casamento?

juro

assuntos discutidos em massa, passam de "engraçado para criticar" para um assunto "criticado em demasiado". perde a piada toda. seja na blogoesfera ou noutro lugar qualquer. já li no mínimo seis blogues sobre o pedido de casamento. só falta o Pedro criar um blogue, ou encontrar um buraco para se enfiar.

pedidos de casamentos

pior pedido de casamento? através de um blogue. aconteceu. a Isa disse que não, o que me surpreendeu mas achei muito coerente. teria feito exactamente o mesmo.

domingo, 17 de Outubro de 2010

yes

jornal de letras

gosto. este número traz um artigo sobre Saramago. ah, outro sobre o novo livro do Lobo Antunes.

outra vez o Chiado

a Fnac do Chiado é a mais quente de sempre.

voltando ao Chiado

eu e o Zé estávamos sentados perto da estátua. parou um homem a pedir esmola, "ai que não como, ai que estou magro, ai que preciso de dinheiro, ajudem-me, beca beca beca...".  dei-lhe algumas moedas para ele não ficar ali muito mais tempo mas antes, "está com fome, mas dinheiro para comprar tabaco tem". ele concordou.

disse-me, "um dia disse-te que eras forte, só te faltava saberes usar essa força, agora já sabes".

mete-nojo

pois é. este fim de semana foram do pior. fizeram-me chorar. ainda estou para perceber qual é o problema daquela gente.

tal e qual

Chiado será sempre o meu lugar preferido em Lisboa.

sentido das coisas

não me interessa quantas vezes pensas em mim. basta que me vejas em tudo o que é nosso. só assim faz sentido o passado, que por sua vez deu origem ao meu presente.

pessoas

as pessoas olham tanto o umbigo, esquecem as horas. as pessoas esquecem de levantar a cabeça, ignoram os rostos que passam e querem ficar.

não fazes ideia do que sinto quando dançamos juntos.

nunca disse

tem cuidado, essa atracção pode passar a paixão. e depois? já pensaste no depois?

nunca disse

vais aproximar os homens pelos motivos errados. acredita que vais.

nunca disse

tudo era desculpa para não estar contigo. para te afastar. isso era antes, deixou de fazer sentido. a culpa é tua.

sábado, 16 de Outubro de 2010

tal e qual

não deixo ninguém cuidar de mim. preocupar-se comigo. defender-me. abraçar-me em momentos precisos para um abraço. não deixo que me limpem as lágrimas. faço tudo isto sozinha. às vezes, cansa.

eu explico

o ultimo olhar é aquele que fica na tua memória, esquecendo o primeiro que te apaixonou, aquele que te levou ao fim. o ultimo olhar ficará sempre. faças o que fizeres, a tua única vontade será procurar o primeiro no ultimo. perguntando em silêncio, "que foi feito de nós?".

no cinema

cometi um crime. falei durante o filme inteiro. comentei. fiz realmente barulho. agora é uma questão de aguardar pela punição por parte da Lusomundo. está na lei do cinema, é a lei 43545/33 do decreto 343.

sexta feira

esta sexta foi boa. que saudades de uma sexta assim.

a filha dele apesar de não saber dizer o meu nome, manda-me beijinhos e pergunta por mim.

os meus amigos são uma confusão

talvez por isso goste tanto deles.

depois do filme

quando ia a sair do centro comercial, assisti a uma acidente entre dois automóveis no parque de estacionamento. horrível. a imagem ainda não desapareceu da minha cabeça. estive a três metros de fazer parte do mesmo.

sexta-feira, 15 de Outubro de 2010

aí dele que tenha ficado em casa e não tenha ido jogar.

de volta ao registo normal

vou ao cinema logo à noite. prometo não escrever a critica cinematográfica.

não faço parte de grupos

nem aqui,nem em lado nenhum sigo seja quem for. não idolatro ninguém. não me curvo. tenho as minhas preferências. sem ódios. só costumo odiar quem amei/gostei muito ( impossível de acontecer aqui). há com quem simpatize,identifique ou até pode nem acontecer. não invejo ninguém nem aqui, nem em lado nenhum. tenho opiniões próprias e não as altero porque sim. tenho uma forma muito própria de seguir o meu caminho. nunca fui menina de grupos nem aqui, nem em lado nenhum. também nunca fui líder porque sou mais observadora que activa ( a melhorar). gosto de quebrar as regras e não seguir padrões. no fundo, não sou personalidade baseada em opiniões, atitudes ou opções alheias. 

ignorar

não sou muito de ignorar. costumo reflectir sobre o assunto um bom bocado, por fim colocar uma pedra sem dor, mágoa ou seja o que for.

tal e qual

as pessoas andam enganadas. gostam, pensam que amam.

da moda

seria tão mais fácil escolheres uma mala " dá com tudo".

a minha mãe

continua a ser uma mulher muito bonita. tenho pena que não se deixe fotografar.

pergunto

para descobrir que alguém é inteligente tens de lhe fazer um teste de QI?

atender clientes

sei as regras todinhas. odeio atender clientes. felizmente já não tenho de o fazer há muito tempo.

juro

odeio que falem nas minhas pernas nas minhas costas.

juro

a maldade anda em manada.

aquilo não é segredo de jeito

eu também sou filha de figura pública. mesmo.

nunca disse

há coisas bem mais importantes para te preocupares. não mudaste muito.

quinta-feira, 14 de Outubro de 2010

às vezes deixo de me preocupar com algumas coisas para não estares preocupado comigo.

da paixão

quando uma mulher salta para os braços de um homem está a entregar tudo o que tem.

da blogoesfera

de todos, os meus preferidos são aqueles que falam de tudo menos do assunto do dia.

não consegui dormir esta noite

há um assunto pendente que tem de ser tratado o mais breve possível.

fotografia

preciso tanto de uma máquina fotográfica.

não sou de me apaixonar facilmente. não sou de compromissos. não sou de ficar pelo beicinho. o Zé conseguiu.

a minha mãe

não é obrigada a gostar de mim, mas podia fazer esse jeitinho para eu não andar com todos os homens que me aparecem à frente.

tal e qual

da Clara.

juro

quando perco a confiança em alguém deixo de ver a pessoa da mesma forma, apesar dos olhos serem os mesmos.

começo logo de manhã a discutir só para ser animado.

eu explico

as pessoas inteligente não se confundem no meio do lixo. são elas que deitam o lixo fora. separam e ainda reactualizam. só naquela de fazer do lixo algo de jeito.

a Luna

é só das pessoas mais inteligentes da blogoesfera.

dos amigos

não são arrobas. são pessoas.

da amizade

nunca traí um amigo. não é coisa de que todos se possam orgulhar.

quarta-feira, 13 de Outubro de 2010

cara de cu

As caras de cu  têm todas algo em comum. só dizem merda.

aliás

tenho paciência para muito pouco, mas só me farto depois de atingir o limite estabelecido pelo meu bem estar.

nunca disse

não tenho paciência para a mesquinhez.

dos rostos

as pessoas não têm duas caras. têm apenas uma. o problema é descobrir qual é a verdadeira.

tal e qual

diria que as portas não foram feitas para serem abertas, mas para simplesmente para serem fechadas.

terça-feira, 12 de Outubro de 2010

da blogoesfera

acho piada àqueles que só comentam para divulgar o próprio blogue.

amo-te (para sempre)

Tenho a certeza absoluta que te vou amar para sempre. Sim, para sempre. Mesmo quando deixares de me amar, não vou esquecer as conversas até às tantas. E não só. Nem das gargalhadas que damos juntos. Não dá, é impossível. Tenho a certeza que te vou amar quando já não sentires nada por mim.  Um dia, calha. É normal que te venhas a  fartar. Fartava-me, se estivesse no teu lugar. Sou demasiado birrenta, quero tudo à minha maneira.  Agora imagina isto com mais cinquenta anos em cima. Pois. Sabes, tenho a certeza que te vou amar para sempre quando beijares outra e pensares em mim. Ah, juro que não vou beijar mais ninguém mas sobre isto já não tenho tanta certeza.

está certo

esperas o dia inteiro por um telefonema e ele não chega, vem em versão sms, "hoje não saio". sorris e não recebes gentileza de volta. és ignorado quando precisas tanto que queiram saber de ti.  fazes confidências e o silêncio está do outro lado. esperas dos outros o que estás acostumado a dar. juro, em nome de tudo o que vejo, não estás a fazer nada de errado.

beca beca beca

percebo tanto do assunto como este psiquiatra que a Sic escolheu para comentar o resgate dos mineiros. nada. "vão nascer das trevas para a luz".

nunca disse

és querida mas não escreves assim tão bem.

tal e qual

a MC tem blogue mas escreve como se tivesse conta no Twitter.

juro

quando não sei o que vestir nunca visto uma coisa qualquer.

tal e qual

não gosto de saltar assuntos. cansa.

dos ciúmes

ele nunca mostrou ciúmes até ao dia que chamei atenção sobre o assunto. "não és nada ciumento, isso é estranho". desde esse dia,mostra. mas agora acho que é tudo fingimento.  oh.

tão fofinho

desenhar uma rosa com o meu nome.

a minha mãe

acho que só pedi à minha mãe um despertador como prenda porque não me lembrei de mais nada barato. assim não teve desculpa e fez-me feliz. 

nunca viu a filha mas tem a certeza que é dele. menos mal.

nunca conheceu a filha de 8 anos.

dos nomes

Martim nunca será escolha para nome do meu filho (se tiver).

ao almoço

um chinês atirou-me com duas ementas, desculpando-se com a pressa.

dos livros

para além do livro do Saramago, requisitei o Cemitério de Pianos do José.

o meu chefe

já percebi o truque. no Verão as calças são bege, no Inverno as calças são azul escuro. e pronto. as cores não mudam.

não acho piada à ideia mas ele continua a querer adoptar um cão para cuidarmos.

antes que comecem

desejo a todos um feliz natal.

da paixão

é bom saber que a paixão calha a todos. não importa se homem, se mulher, se novo, se velho. é mesmo bom. e isso faz o meu coração descansar.

não te limites

nem tudo o que parece, é. nem tudo o que pensas ser, será. nem tudo o que ouves, tem.

pergunto

se anda tudo com vergonha da blogoesfera o que andamos aqui a fazer?

segunda-feira, 11 de Outubro de 2010

da sensibilidade

as pessoas ofendem-se com tão pouco. credo!

sério?

dá para ter uma longaaaaaaaaaaaaaa conversa com strippers.

da blogoesfera

quando os anónimos chateiam existe uma forma de os eliminar. basta desactivar a opção. tão simples. né?

da blogoesfera

cada um escreve aquilo que quer. óbvio. mas fico chateada quando vejo um dos meus blogues preferidos ser actualizado com apenas quatro palavras. não se faz.

para 2011

escolher melhor com quem desabafo.

nunca sei como lhe dizer, "hoje não posso ir ter contigo".

no ginásio

encontrei um amigo meu. andou em depressão por causa de uma mulher. esteve internado e tudo. ainda dizem que os homens não sofrem por amor. pois não.

juro

2011 será o melhor ano de sempre.

ainda na biblioteca

entreguei o Caim. no mesmo segundo, alguém o requisitou juntamente com um do Paulo Coelho. oito ou oitenta.

na biblioteca

requisitei o "Cadernos de Lazarote- Diário IV". não devia começar pelo I?

não como pouco

não gosto quando me dizem que como pouco. primeiro, é mentira. segundo, quando o dizem metem sempre aquele ar de nojo com a intuito de me ofender. tipo, "tu não comes naaaaaaaaadaaaaaa". viram?

anónimos

desde que estão no quarto escuro ficaram bem mais mansos. tarecos.

nunca disse

procurar defeitos em tudo e em todos só te traz problemas.

a vida

todos os dias, um bocadinho, as pessoas me surpreendem. pela positiva, pela negativa. depende se são homens, se são mulheres.

da blogoesfera

eu sei que li um post mesmo giro mas já não me lembro em que blogue. portanto, esqueçam. pode ser que me lembre um dia.

fui enganada

o quadro eléctrico desta casa faz-me pensar que estrago tudo. desta vez foi o ferro e a frigideira.

adivinhem

estou no meio de fumo.

tal e qual

uma hora de almoço não dá para nada.

domingo, 10 de Outubro de 2010

era bom

podiam dar à Júlia um vestido giro de vez em quando.

música

Belle & Sebastian, I Want The World Stop

tal e qual

só quem não tem mais nada para ler gasta tempo com a caderneta do Nuno Markl

sou má?

sempre que a vejo num Domingo à tarde, agarrada ao msn, na conversa com uma miúda de cinco anos tenho pena que ela seja tão cheia de solidão mas mesmo assim não quero ser amiga dela. pessoas solitárias são chatas.

tão fofinho

tratar a namorada por, "meu tulicreme".

homens

nunca estão gordos. estão sempre bem. só percebem quando a empregada lá do sitio não sorri da mesma maneira pela manhã.

mulheres

não se percebe. estão gordas (e queixam-se) mas continuam a comer porcarias, doces e pão com manteiga. oh.

do amor

ando apaixonada e isso reflecte-se  na vontade doida de oferecer prendas aos outros.

juro

ao contrário dos descontos na caixa. esses são mesmo bons. os meus preferidos de todo o sempre.

juro

e por falar em jornais e na Modalfa lembrei que aquela coisa dos descontos talão irritam-me.

os jornais do fim de semana

o tamanho do Expresso e do Sol é uma porcaria para conseguir ler numa esplanada. podia ser um bocadinho mais pequeno. poupavam papel e ajudavam os leitores desesperados.

Ana Rita Clara

tem só o melhor emprego do Mundo. foi a conclusão desta manhã.

tal e qual

tive demasiadas relações de uma semana. relações. nada de curtes. nunca gostei de curtes.

puta que pariu a memória

esqueci-me que o meu carro só abre pelo lado do pendura. e que fiz eu? encostei o carro a uma parede desse mesmo lado. conclusão, pendurei-me na janela, meti a cabeça pela porta entreaberta, coloquei uma perna, fiquei entalada e já prestes a desistir o Zé lembrou-se que o travão mão me ia salvar. e salvou.

Modalfa

a Modalfa pode ter um catalogo muito bonito sim senhora, mas chegas à loja e tudo é feio sim senhora.

mete-nojo

estava no bar ontem à noite. voltou a fugir. e já longe desatou a rir muito alto. tipo bruxa.

sábado, 9 de Outubro de 2010

ele pensou

quando me der a noticia será o dia mais feliz da minha vida.

pensei

quando te der a noticia espero estar gira e não ter o pijama rocócó vestido.

tudo é motivo para jantar fora

ontem, a saudade. hoje, o nascimento de uma criança. amanhã, o momento.

cometi um erro

não pensei no autor seguinte. sinto-me perdida.

depois de Saramago

a minha vida nunca mais será igual.

blogoesfera vai às compras

vi uma blogger na Primark. e ao contrário do que se diz por aí ela é bem gira e tem estilo e tal.

livrarias

já faziam montras com o Nobel da Literatura, boa?

teatro

tenho saudades do teatro. de subir ao palco. do contacto com o público. de tudo menos decorar textos.

o Lobo Antunes

edita sempre um livro novo na altura do Natal. vem aí mais um. quando os leio fico sempre com a sensação "porra, o Natal é dono da pressa".

nunca disse

claro que tu és melhor que os outros por fazeres tudo ao contrário e de forma diferente. claro. fia-te.

a franja pode ser um problema

ando a deixar crescer a franja, há mais de dois meses. está naquela fase do sem jeito nenhum, só está bem com um gancho. conclusão, para atingires o teu objectivo nem sempre é fácil mas sempre podes optar por colocar para o lado e virar a cara ao assunto.

a minha mãe

anda a surpreender-me todos os dias. pela positiva.

juro

nunca vos contei o fascínio que tenho pelo Chiado e pela Baixa no Porto. agora já sabem. mas gira é a história que se esconde por trás disso.

assunto encerrado

adoro quando tenho a consciência tranquila, limpa e sem maldade e os outros são tão cegos que não querem ver. e eu continuo a minha vida porque afinal não tenho de pedir desculpa pelo que não fiz e mentira só é mentira na cabeça dos outros. e na minha o que fiz foi muito em relação ao que recebi.

pergunto

é preciso abrir a boca para tirar boas fotos?

da blogoesfera

a menina da rádio tem um blogue. eu gosto. muito.

Tim

li cinco páginas. o suficiente para não querer continuar este livro.

sexta-feira, 8 de Outubro de 2010

já não vamos sozinhos. o melhor amigo de ambos vai também.

longe das luz é que não pá que quero ser famosa

e quando ameaçam não mais voltar a escrever mas uma hora depois contrariar tudo? (só naquela de ver quem chama por mim)

ainda o Nobel

a Colleen McCullough não ganhou este ano por um bocadinho, ouvi dizer.

próximo livro

Tim da Colleen McCullough. Ai do livro que não seja bom. Passar do Saramago para outro autor é um momento complicado. Aposto. Torçam por mim.

Caim

acabei o livro. quero dizer duas coisas. uma, o Saramago é o melhor. duas, o Saramago é o melhor.

vamos jantar juntos pela primeira vez fora de casa.

a minha mãe disse

"não tivesses deixado o namorado rico".

Deus disse

"oh filha, devias ter rezado mais".

do estatuto

nunca vou conseguir comprar casa. não tenho fiadores de jeito. que reles.

nunca disse

és o ser mais demente que conheço e dás-me nojo. chega?

como se fosse a primeira vez.

à hora de almoço

odeio quando me quero despachar e o meu irmão está a fritar batatas. e eu quero aquecer a sopa. e a ficha é apenas uma.

Luciana e Djaló

vão fazer uma fusão do nome de ambos e atribuir à criança, aposto que vai sair um nome lindo, lindão.

juro

tivesse dinheiro estava fora desta casa num abrir e fechar de olhos. e ia viver para bem longe para nunca mais ter de ver certos rostos à minha frente. só voltava na altura da leitura do testamento.

e agora?

ainda não sei se devo ir beber café da Sical se tiro um Delta Expresso. mas sei que tenho de vir aqui partilhar estas minhas dúvidas.

quinta-feira, 7 de Outubro de 2010

a força e fraqueza

não queria ser fria ao ponto de dizer que a força não vem da felicidade permanente, sorriso de manhã à noite ou ser perfeita em cada passo. não é. juro que não é. a força começa em ti, começa em saberes proteger esse teu Mundo (da cor que quiseres).  como se faz? é não deixar que aqueles a que chamas de "gente maldosa" interfira na tua vida. melhor, é nem sequer saberes que existem. porque não existem. no meio da força o mal passa ao lado. 
 
sendo mais concreta, o bom desconhece os passos do mal quando está centrado em tudo menos nisso.

pedido de namoro

estou aqui estou a ser eu a pedir o Zé em namoro. depois é só reclamar o resto da minha vida o que facto de não ter sido ele.

do amor

com o novo esquecemos que o velho também nos amou. que o velho nos ensinou amar melhor o novo. não esquecemos mas faz de conta.

obrigada por equilibrares a minha lamechice com a tua. fui do pior esta tarde.

poupança

começou hoje. quem diria.

a minha biblioteca é pior que a tua

não tem nada do Llosa. Nada.

anónimos

meti os tarecos num lugar escuro. quem sabe um dia a dona se lembre de os ir buscar. já estavam parvos e repetitivos.

yes

beca beca beca

ia escrever um post sobre roupa mas depois lembrei-me que o post anterior foi sobre o Nobel e isso fica mal. não combina. portanto adeus. até mais logo.

aposto

ninguém leu o vencedor do Nobel da literatura mas vão dizer, "ah é bom, é espectacular, e já agora quem é?". aposto seis euros.

homens

esses? seguram nos sacos e andam atrás das mulheres tipo sombra. prefiro os que ficam à porta ou vão dar uma volta pela fnac.

mulheres

existe a mulher que pega na roupa e fica sempre bem em frente ao espelho, tem olho para a coisa. depois existe aquela que olha de esguelha para a primeira e vai a correr experimentar o mesmo. não existe mais.

da blogoesfera

são uns viciadinhos do caraças mas tentam a todo o custo dizer que não. que há vida para alem disto. não há. ok? não há. respira.

dinheiro

se soubesse que um dia ia ser assim, tinha feito pé de meia. agora é tentar poupar em merdas que não apetece.

pé esquerdo

é sem dúvida mais pequeno que o direito. só agora é que percebi.

Mario Vargas Llosa, o vencedor do Nobel da Literatura

é peruano, podia ser português com um nome assim.

quarta-feira, 6 de Outubro de 2010

oh

tipo fiquei triste, Margarida. assim não. o meu até já.

nunca disse

estou que nem posso, estou doente mas claro a primeira coisa a fazer é publicar no blogue. pode ser que algum médico leia o raio do post. oh.

tal e qual

o meu primo um dia não me deixou gozar férias na minha casa de praia. minha. ah e tal estava com amigos. ok. fiquei em casa apanhar Sol na varanda. uns meses depois pede-me um GRANDE favor. aceitei de bom agrado mas não consigo deixar de pensar que é tão giro quando precisam de nós.

juro

a personal trainer anda a desprezar-me. não entendo que mal é que lhe fiz.

Meo

três canais exclusivos para a Casa dos Segredos. nem meio canal era preciso.

a Mango

só tem a melhor colecção desta estação. logo logo a seguir a nenhuma outra marca.

pergunto

impressão minha ou o Luís é um fiel do Saramago?

o João e o Luís

vi os livros de ambos à venda. achei a história do João bem mais engraçada.

na farmácia

perante uma situação complicada faça o favor de não sorrir tanto.

segredo

amanhã será anunciado o Nobel da Literatura. amanhã.

sou má?

quando o vejo a minha atenção é toda para ele. consigo desligar de tudo à minha volta. 

Outubro

a caminhar com cautela.

eu explico

roubar não é usar aquilo que nos é oferecido.

publicar pelo telemóvel

não consegui. um dia quem sabe.

da blogoesfera

concordo. milagre.

o meu chefe

vestido azul com azul. deixou o bege em casa. uau.!

a minha mãe

anda estranhamente mãe.

mete-nojo

a rapariga mete-nojo que andou a falar de mim escondeu-se quando passei. palmas.

moscas

anda por aí uma praga do caraças.

eu explico

publicar pelo telemóvel não significa necessariamente mais dependência que publicar pelo computador. na falta de um ,existe o outro.

dos pequenos

até os pequenos detalhes adoram copiar. qualquer coisa serve quando não existe inspiração.

ajudem-me

como é que publico um post através do telemóvel ?

(perdoa-me chefe, é só este)

(já tenho o email configurado, já tenho saldo e tudo e tudo)

(perdoa-me chefe)

terça-feira, 5 de Outubro de 2010

anónima do feriado

imagino-te assim. a espumar pela boca. a carregar nas teclas com força. com muitos lenços de papel ao lado. com um namorado que passa mais tempo ao pé dos amigos do que contigo. mas feliz por teres conhecido mais um blogue para comentar.

eu explico

ter dúvidas é bom. ter dúvidas sobre cada passo dado é péssimo. dar um passo conforme as respostas dos outros é ser boneco de plástico. 

eu explico

tens dúvidas? lê livros, existe uma boa quantidade na biblioteca. ou então pesquisa na internet. o Google responde.

grávidas

fazem perguntas tão parvas. do género, "então e feijão preto posso comer ou corro o risco dele vir com a pele mais escura?".

universitários

os trajes não os favorecem. é completamente difícil de reconhecer alguém vestido daquela maneira.

nunca vou dizer

sou má, tão má que só de olhares para mim vais fazer um grande xixi na cueca da avó.

e carteiras

quando casar vou querer um cacto de plástico.

Francisco

disse-me," quero ser teu amigo para sempre".

disse-me, "confias mais no Francisco que em mim".

feriado

reunimos os amigos todos e fazemos jantarada na casa do Zé. picanha na brasa.

finalmente

encontrei a carta que nunca recebi. guardei-a na carteira.